26/Nov
Fonte: O Globo

Novidades etílicas: Clericot em latinha; cerveja à base de pão;espanhol Arrocal; lançamento do gin Ion

Aportaram no pais três vinhos da Bodega Arrocal, com vinhedos em Ribeira del Duero, denominação de origem reconhecida pela qualidade e longevidade dos vinhos. Esses rótulos estão com desconto no e-commerce La Pastina até o dia 30 deste mês.

O Arrocal Passión Crianza 2018 (de R$ 270 por R$ 243) é elaborado com uvas de vinhas de mais de 30 anos, com aromas de frutas vermelhas e pretas maduras, toques de café e chocolate. Harmoniza com carnes vermelhas e queijos. O Arrocal Selección Reserva 2017 (de R$ 362 por R$ 325,80) é feito a partir de vinhas com mais de 40 anos do Pago Los Astrales, a 855 metros de altitude. Tem notas de frutas silvestres, baunilha e cacau.

Já o Arrocal Tinto 2019 (de R$ 188 por R$ 169,20) tem aromas de frutas vermelhas e pretas maduras, como cerejas, morangos e amoras, além de toques de especiarias, baunilha e tabaco.

Vibra! Clericot: drinque em latinha da Evino

A Evino apresenta o Vibra! Clericot (por R$18,90, no site e app), receita inspirada no drinque de vinho servido com frutas que conquistou o gosto brasileiro. O coquetel em lata combina um vinho frisante com notas de kiwi, laranja e maçã. O lançamento é vendido com descontos do mês Black Genial. “É um drinque mais leve, ideal para os dias de primavera e verão que seguem nos próximos meses”, afirma Augusto Alves, sommelier da Evino. O cultivo das uvas e produção da bebida são feitos na vinícola Góes, fundada em 1938, no interior de São Paulo.

Cerveja à base de pão da Artesanos Bakery e D'alaje

A Artesanos Bakery e a cervejaria D’alaje fizeram uma collab para a criação da Bread Ipa, a primeira cerveja à base de pão, ideia do co-fundador e headbaker da padaria, Ricardo Rocha; e do sócio da cervejaria, Aldo Fagundes artesanal. Os dois buscaram uma bebida que unisse o sabor dos primeiros alimentos fermentados pela humanidade: o pão e a cerveja. É elaborada com uma seleção das sobras dos cinco pães mais tradicionais da casa, que são congeladas e desfeitas na hora da integração à mistura. A bebida é uma Indian Pale Ale (IPA) com 5,2% de teor alcoólico, levemente amarga (55 IBUs), com aromas de frutas cítricas e amarelas. A base de grãos contém pequena porção de centeio, que confere cremosidade e leve picância.

- A paixão pela fermentação nos uniu à D’alaje. Na sequência, a sustentabilidade, o combate ao desperdício de alimentos e a busca por qualidade e inovação. Dessa forma nasceu a Bread Ipa, que utiliza na sua base, nossos pães de fermentação natural que seriam descartados. Mas a reutilização de alimentos não para por aqui, o bagaço do malte utilizado na cerveja também tem destino para se tornar um ciclo sustentável completo voltando para virar um novo pão da Artesanos, o pão de malte; apoiando projetos sociais para alimentar quem está em situação de vulnerabilidade; e alimentando animais de fazendas parceiras, pois é rico em nutrientes - relata Ricardo Rocha.

A novidade é produzida em lote limitado, em garrafas de 500ml, por aproximadamente R$27, apenas na Artesanos, e em forma de chope (em torno de R$18), em bares do Rio.

Distilleria Noi lança o gim Ion

A Distilleria Noi lançou o gim artesanal Ion, criação do "alquimista" Guilherme Zanin, o primeiro destilado da marca. O blend é elaborado à base de zimbro, cardamomo, coentro, lavanda, angélica, lírio-fiorentino, capim-limão, folha de limão kaffir e cascas de cítricos. O Ion London Dry Gin tem teor alcoólico de 42% e é vendido em garrafas de 750ml, nas casas Noi Gastronomia. Quem for ao Mondial de la Bière 2021, na Marina da Glória, de 2 a 5 de dezembro, encontrará a bebida em um estande próprio.

- Já fazia um bom tempo que pensávamos em fazer o nosso próprio gim. A pandemia atrasou um pouco os nossos planos, mas nos deu tempo para estudar novas receitas e pensarmos em cada detalhe do Ion, desde os processos de destilação até a seleção dos botânicos e o conceito da garrafa, que traz vários elementos escondidos - detalha Guilherme.

A diretora da Noi Bianca Buzin avalia que o gim abre a porta para um novo universo para a marca, já que “é base para infinitas possibilidades de combinações e novos sabores. Destilados versáteis permitem diferentes ocasiões de consumo e entradas em novos pontos de venda”, explica Bianca.

O mestre destilador Michell Agues indica que frutas como pêssego, damasco e jambo, especiarias como pimentas secas, folhas de louro e manjericão, além de defumações, cacau, baunilha e castanhas, para obter combinações surpreendentes com o Ion.

Masterpiece conquista prêmios internacionais

A Cervejaria Masterpiece conquistou três medalhas no The Internacional Beer Challenge 2021, concurso com mais de 80 categorias diferentes e participantes de 40 países. A marca levou duas medalhas de prata na categoria Flavoured Beers. Uma ganhadora foi a Mona Lisa, uma catharina sour com morango e seriguela, da linha premium, vendida em 473ml e envasada em pequenos lotes não pasteurizados. A segunda foi a Van Gogh, uma dark sour com mirtilo e framboesa. Já na categoria Product Range (referente a design), a linha premium levou a medalha de bronze, sendo considerada a terceira mais bonita do mundo.

Em dezembro, a Masterpiece vai levar 28 versões premiadas além de as novidades ao Mondial de La Bière. Serão 16 torneiras em estande com a Cervejaria Mafia, que é parte do grupo.

Nordés: gim espanhol à base de uva branca

O gim espanhol Nordés surpreende por sua base alcóolica: é um destilado feito a partir de uma uva branca: o Alvarinho, típica da região da Galícia e do Norte de Portugal. Na elaboração, são usados ainda 11 ingredientes botânicos naturais. Tem toques de flores brancas, verbena, além de limão e gengibre, em harmonia com notas balsâmicas de eucalipto, louro e hortelã. No paladar, tem sabor fresco e frutado. Ele é um gim mais leve que a maioria das marcas tradicionais, com 40% de graduação alcoólica.

Degustação com chocolates na Vinícola Aurora

A Vinícola Aurora, o Vale dos Vinhedos, agora oferece, no Vale dos Vinhedos, uma degustação harmonizada com chocolates. São quatro vinhos e espumantes e um convite para conhecer o processo de elaboração das bebidas, com um sommelier. A experiência ocorre de terça a domingo, às 11h e às 15h, com agendamento pelo WhatsApp (54) 99173-4231, telefone (54) 2105-7176 ou pela plataforma Wine Locals. O valor é R$ 60 e inclui uma taça de cristal como lembrança. Serão serviso vinhos das linhas Reserva e Pequenas Partilhas, espumante Aurora Moscatel Rosé e o vinho de sobremesa Colheita Tardia.

Comunidade de empreendedores traz rótulo do Chile

Sete empreendedores de seis estados do país fizeram a importação coletiva de 10 mil garrafas do vinho chileno Aeros, um rótulo exclusivo da Morandé. O grupo faz parte da comunidade EducaVinhos, criada para expandir a cultura dos negócios do vinho com a qualificação de profissionais. Os rótulos estarão nos catálogos da Wine DOC (RJ), Reyes de La Bodega (SP), Vinha Vino (RN), Emporium du Vin (PE), Winedoc (SP), Villa Borghetto (RS) e Casa Merlot Empório (SC).

- A primeira importação coletiva exclusiva para pequenos negócios vem ao encontro da alta no consumo de vinhos no Brasil e da atuação de novos players no segmento: no primeiro semestre deste ano, 7% da importação de vinhos no Brasil foi de novos importadores. Um campo de oportunidades para empreendedores individuais e para empórios, lojas e restaurantes que ainda não trabalham com vinho e podem começar a realizar suas importações próprias, diminuindo o investimento e aumentando a margem de lucro com a venda da bebida -analisa Diego Bertolini, co-fundador da EducaVinhos.

Os vinhos são: Aeros Cabernet Sauvignon 2020 (R$ 79,90, Aeros Carménère 2020 (R$ 79,90) e Aeros Reserva Cabernet Sauvignon 2019 (R$ 79,90). Também chegarão ao país os vinhos Castelo de Andreal, da Adega Redondo, do Alentejo, em Portugal. Estão ocorrendo negociações com produtores da região dos Vinhos Verdes, também em Portugal, e da Itália.

Johnnie Walker tem uma master blender pela 1ª vez

Johnnie Walker terá a partir de janeiro Emma Walker como a nova master blender da marca, em substituição a Jim Beveridge, que se aposenta após 40 anos na Diageo. Ela será a primeira mulher a assumir o papel na marca, onde está há 13 anos. “É um momento emocionante para a marca, pois embarcamos na próxima etapa de nossa jornada olhando para os próximos 200 anos. Seguiremos trabalhando duro não só para oferecer a qualidade pela qual somos conhecidos, mas também para introduzir misturas e atrair uma nova geração de fãs de uísque escocês”, diz Emma, que será responsável pela produção do uísque.

Zanlorenzi traz vinhos chilenos Caballo

A Zanlorenzi traz para o Brasil três vinhos chilenos: Caballo Sauvignon Blanc, Cabernet Sauvignon e Carménère (preço sugerido de R$29,90). Os rótulos são produzidos no Vale de Maule. O Sauvignon Blanc combina com carne branca, frutos do mar, queijo, massas leves e pratos orientais. O Cabernet Sauvignon vai com carne vermelha; e o Carménère, com massas pesadas, carne vermelha e risotos.

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

USE AS TAGS #MONDIALDELABIÈREBR E #MONDIALDELABIÈREBREUVOU E COMPARTILHE SEU AMOR POR CERVEJAS ARTESANAIS.

Política de Cookies