NOTÍCIAS

Odin, tim-tim! No Mondial de la Bière, brejeiros saídos da Asgard tropical revelam quem merece um brinde

05/09/2019 Fonte: Ás na manga

Com a devida licença poética à canção de Gilberto Gil, “Aquele Abraço“, o Rio de Janeiro continua sendo. No inverno também, apesar de gente que, na contramão do ensolarado Rio, é trevas. No misto de mormaço quase imperceptível e leve friaca que têm se alternado no Píer Mauá, ÁS andou circulando pela 7ª edição do Mondial de la Bière para conferir o agito cervejeiro e, de quebra, indagar: “Quem anda merecendo um brinde num momento de governantes dignos de vaia?”. Apurar/depurar/perfurmar isso não é tarefa fácil. Numa semana em que Bolsonaro repete a dose de misoginia intrínseca apontando sua pistola Glock-verbal para Michelle Bachelet, criando mais uma crise internacional após atirar contra Brigitte Macron, e o Bispo Crivella mistura as estações, se afastando da liturgia do cargo de prefeito para assumir a veia de missionário pronto para catequizar os indígenas da Bienal do Livro (pobres das nossas crianças convivendo com esses selvagens que incensam o respeito à diversidade em gibis de super-herói), é serviço hercúleo desvendar quem merece um “salve!”. Quando se chega à resposta, óbvio, ela vem com direito às canecas de cerva içadas ao riste, num padrão nada olimpiano (“Desculpa, Hércules, perdoe o trabalho dado!”), mas asgardiano mesmo, para a alegria de Thor, Odin, ou qualquer que seja o deus nórdico bonachão. Confira!

Da cerva ao mingau: evento cervejeiro sem viking é Roma sem Papa. Não existe. Direto do valhala tropical, Flávio Velho, 39, é médico e futuro papai. Marcou presença no badalo etílico misturando lê com crê. Explica-se: o capacete é bárbaro, mas as tranças à la Asterix são gaulesas. Tudo bem, pode. Ao ser questionando sobre quem anda merecendo um brinde, ele foi direto: “Não tem biscoiteiro nenhum merecendo aplauso. O único brinde possível nesse momento é para a minha filha, que nasce daqui a duas semanas”, revela orgulhoso o biriteiro que, em breve, trocará o caneco de chope por mamadeiras.

Igor Sá, 29, é publicitário que cuida da barba com acabamento digno de um podador de topiárias da Praça Paris. Entusiasta de uma boa breja, dá dicas de cerveja para mamadores menos experientes ou pouco aventurados no mundo das fermentadas. Nesse Mondial, foi visto se comportando como um guia da CVC mostrando detalhes pitorescos de pubs londrinos para turistas etílicos. No ensejo, na hora de soltar o verbo, o moço acabou vestindo a camisa da Cerveja Cacildis, onde trabalha como redator. Manda na lata, na garrafa e até no baldinho, que seja: “Faço um brinde ao Mussum, óbvio!”. Tá certis, Iguis!

Guapa, guapíssima! A performática Rafani Robles, 30, é modelo. Para o Mondial de la Bière foi vestida de Frida Kahlo para pulular com as biritinhas da Cerveza Guapa. Aproveitando a “roupitcha”, embarca na vibe do empoderamento delas e tece elogios à pintora mexicana: “Por ser uma mulher forte e persistente, o meu brinde é à própria Frida. Sem dúvida, símbolo da resistência feminina. Suas taturanas sobre os olhos são pura atitude!”. É isso mesmo, Rafani, arriba las garotas!

Zé Gussem, 32, é mais um dos publicitários que fervilham no Mondial. Sim, eles amam papo de bar. Entre todos os entrevistados, foi mais emotivo na sua homenagem. Relembrou a ex-namorada, companheira falecida ano passado: “Esse brinde é para ela. Esteve comigo presente em todas as edições do festival. Me faz muito bem pensar que ela está um lugar melhor do que o nosso”, conta saudoso, mas com o coração em paz, esse biriteiro da Cerveja Odin, que anda enchendo o copo de muito passante, fortificando o conceito de degustação do festival.

Elas não são super-heroínas gays nas HQs, mas valquírias na vida. Portanto, passíveis de resistirem, com aquela superforça que vem direto do útero, à discriminação de prefeito fariseu e à declaração de presidente misógino. Roberta, 55, não é nada boba. Aproveita para fazer bonita com a patroa e manda na lata: “Faço um brinde a ela, Adriana, minha companheira há 23 anos”, suspira a apaixonada chefe de cozinha. Emendando com um “uau”, a enfermeira Adriana, 53, retribui o mimo: “Depois dessa, à Roberta, né? Minha companheiraaa”. Love wins!

O sommelier de cervejinhas Gabriel Torres, 24, apesar da cara de bravo, é good vibes. Do tipo bom menino que, antes de bebericar, homenageia quem já muito ralou nessa vida por ele: “Faço um brinde aos meus pais por tudo que tenho na minha vida. Sou eternamente grato a eles”.

Em tempo: o evento segue até a noite deste domingo (8/9). Além dos comes e bebes, os visitantes conheceram sabendo os vencedores do MBeer Contest Brazil – competição com avaliação baseada nas qualidades da cerveja, sem categorias pré-definidas por estilo. Muita música bacana anda agitando os palcos Mondial e Brewhood – pela primeira vez uma cervejaria se apropria de um palco trazendo bandas e DJs para agitar ainda mais a programação musical.

Em tempo 2: o estúdio de tatuagem Lady Luck, que já desenhou mais de 600 lembranças da festa nos últimos dois anos, é presença de impacto. Vale a passada, nem que seja para tietar os mestres do rabisco. Entre as demais atrações, algumas novidades: como o Mondial Craft Village, o Rio com Cerveja, o Mondial Club, o Circuito Mondial de Bares e o portal Cervejar.com.

Os ingressos podem ser encontrados no site do evento e em 10 bares espalhados pela cidade que integram o Circuito Mondial de Bares. Além do preço cheio, desde 2017, há a modalidade cervejeiro solidário – o público paga um valor promocional, e no dia do evento deve levar 1 kg de alimento não perecível e entregar na entrada. Mais de 100 toneladas de alimentos já foram arrecadadas pela organização em uma parceria com o Sesc RJ para o Projeto Mesa Brasil, que as distribui para mais de 800 instituições cadastradas. Nos vemos lá?

Leia também

USE AS TAGS #MONDIALDELABIÈRERIO E #MONDIALDELABIÈRERIOEUVOU E COMPARTILHE SEU AMOR POR CERVEJAS ARTESANAIS.

Informações, Dúvidas e SAC:
+55 (21) 2442 9319
comunicacao@mondialdelabierebrasil.com.br
Atendimento: 10h às 18h.
Endereço escritório:
Av. Salvador Allende, 6.555
Barra da Tijuca – 22783-127

GL events LE S/A – CNPJ 05.494.572/0001-98