NOTÍCIAS

Mondial de La Bière movimentou o Píer Mauá

10/09/2018 Fonte: Promoview

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

Festival apresentou cerveja envelhecida no fundo do mar, além de marcas com sabores como cajá e bolo de rolo.

Sucesso idealizado no Canadá há 25 edições, no Brasil desde 2013, o Mondial de La Bière realizou sua sexta edição no Rio de Janeiro, no Píer Mauá. Muitas novidades estiveram à disposição dos cervejeiros.

Além de rótulos estreantes, havia variedades que iam do tradicional malte e lúpulo até goiaba, bolo de rolo, cajá e até cerveja envelhecida no fundo do mar. O evento aconteceu de de 04 a 09 de setembro, e os fãs da bebida encontram 29 cervejas nacionais e cinco internacionais que chegaram pela primeira vez na programação.

"O maior desafio foi colocar mais de 120 expositores em um evento com cerca de 1.200 rótulos, mas é sempre uma satisfação. É um desafio que vale a pena.", afirma Luana Cloper, diretora da Fagga, empresa organizadora do festival.

O Catharina Sour, por exemplo, foi o primeiro estilo brasileiro de cerveja a integrar o Beer Judge Certification Program (BJPC). Tem teor alcoólico médio e certo amargor, e foi idealizado e produzido por uma série de cervejarias de todo o Brasil. Já tinha sido incluído provisoriamente no guia de juízes e pode agora ser oficialmente colocado nos concursos internacionais.

Já a cervejaria Ekäut esteve no Mondial com três novos produtos: a Sour Cajá, a Bolo de Rolo Imperial Stout e a cerveja colaborativa Fora do Eixo. O público carioca pôde provar com exclusividade a Sour Cajá.

Diogo Chiaradia, sócio da Ekäut, fala um pouco das duas primeiras: "A Sour Cajá é ácida e fermentada com polpa de cajá da região e com alta carbonatação, além de ser extremamente leve, refrescante e suculenta, assim como a fruta. Proporciona a sensação de um frisante da fruta, só que em forma de cerveja.", afirma Diogo.

A Bolo de Rolo Imperial Stout é uma bebida com alta intensidade de maltes, corpo amargo e alto teor alcoólico. "Seu grande diferencial é ser maturada com goiabada e baunilha, resultando num sabor inconfundível.", diz. "E a Fora do Eixo é seca para moderada, bastante aromática, de alto teor alcoólico, com bastante carbonatação e sabor que remete ao champanhe e frutas tropicais.", completa.

Já a cervejaria fluminense Mistura Clássica, que há 15 anos está no mercado, trouxe a primeira criação do projeto Mar e Guerra. O "Guerra" é uma menção ao mestre cervejeiro Marcos Guerra, que assumiu o comando por lá e que trouxe sua expertise para a marca depois de quatro anos à frente da marca premiada Lohn, do Sul do país. Não é novidade maturar cerveja em barris de madeira, mas a Mistura Clássica decidiu dar seu toque especial ao fazer a marca Layla.

"No Projeto Mar e Guerra fermentamos nossa cerveja em barril de carvalho francês, com adição de framboesa. A gente deixou tudo isso por quase três meses no fundo do mar apenas para lançá-la no Mondial.", diz Marcos Guerra, que também utilizou caju, graviola e goiaba em suas criações.

Além das cervejas com alto teor alcoólico, marcas mais suaves, como a Aeternum, "nossa" American Imperial Stout, com 10% de álcool também marcaram presença. Além das mais recentes, o Grupo Heineken esteve presente no Mondial de La Bierre com a cerveja Baden Baden.

A marca participa do evento desde 2015. Além disso, a cervejaria apresentou o seu mais recente lançamento, a Baden Baden Vienna Lager, um estilo desenvolvido em Viena, na Áustria, em meados de 1840. Exclusivamente para o evento, a Black Princess desenvolveu três novos estilos de chope.

Gastronomia e música

Além das cervejas, o Mondial foi um festival de gastronomia e música. Na parte de comida, estiveram no evento marcas como Aconchego Carioca, Alemão da Serra, Belga, Burgertopia, Caliente, Cogu, Confraria da Carne, Dogaria, Espírito de Porco, Frites, Hare Burger e Hell's Burguer. Todas preparadíssimas para acompanhar a cerveja.

Durante os cinco dias do evento DJs, festas e bandas fizeram a trilha sonora para os que caminhavam no Píer Mauá. No primeiro dia teve a festa Rockcetera, com o DJ Bruno Caravelos, e grupos como Vênus Café e Tchopu (este, fazendo cover do Pearl Jam).

Grupos como Punching Namard, Fuze (formado pelos filhos do ator Marcello Novaes) e Black Bird garantiram a diversão nos outros dias.

Fonte: Redação.

Leia também

USE AS TAGS #MONDIALDELABIÈRERIO E #MONDIALDELABIÈRERIOEUVOU E COMPARTILHE SEU AMOR POR CERVEJAS ARTESANAIS.

Informações, Dúvidas e SAC:
+55 21 97659-9761
Atendimento: 10h às 20h
Endereço:
Av. Salvador Allende, 6.555
Barra da Tijuca – 22783-127

FAGGA EVENTOS – CNPJ 05.494.572/0001-98