Depoimentos

Sérgio Dias, empresário de telecomunicações, 47 anos: “Provei minha primeira cerveja especial ano passado, nos Estados Unidos. De lá pra cá virei um grande apaixonado e um caçador de cervejas. Já fui até ao Mondial de La Bière na França, em 2012, e quando soube que seria realizado aqui fiquei enloquecido. Este evento nada deixou a desejar do festival na França. Estou honrado de estar perto de especialistas tão qualificados”.
 
Michelle Orlando, psicóloga, 30 anos: “Sou frequentadora assídua de bares que servem cervejas especiais, por isso não poderia deixar de estar nesse evento com meu marido e minhas amigas. É a primeira vez que participo de um evento desses e gostei muito, pois pude provar várias cervejas que ainda não conhecia”. 
 
Adriana Nagaia, sommelier de cervejas, consultora de eventos e degustações: “Estou acompanhando uma amiga que ainda está se iniciando no mundo das cervejas especiais. Quem gosta de cerveja especial não pode perder o Mondial, que reúne as melhores cervejas brasileiras e algumas estrangeiras raras”. 
 
Cristiane Ferreira Lopes, tatuadora, 38 anos: “Eu já havia provado algumas cervejas especiais, mas não tenho o hábito de consumir com frequência. Vim ao evento com as minhas amigas com o objetivo de mergulhar um pouco mais nesse mundo. Estou encantada e já combinamos de degustar toda semana um rótulo diferente. Amei o evento. Gente bonita e clima superdescontraído”.
 
Renata Knust e Marcela Cokell, acompanhadas de um grupo de amigos: “Aproveitamos para abastecer nossas cervejotecas. Compramos uns 30 rótulos variadados, incluindo um exemplar da edição limitada da Ale Rodenbach Caractère Rouge, por R$ 70 a garrafa, no estande da Bier&Wine. Esta cerveja está custando mais de R$ 100 no mercado”, disse Vinícius Carvalho”.
 
Lucio Octávio Nelson de Senna e a esposa Eliane: “Viemos de Jundiaí (SP) com nossos dois filhos para o festival. Goi legal porque os meninos ficaram jogando “totó” na área de convivência externa enquanto nós experimentávamos as cervejas premiadas. Gostei muito da cerveja Noi e nunca comi um bolinho tão gostoso quanto ao bolinho de feijoada do Aconchego Carioca. Foi o melhor bolinho que já provei”.

USE AS TAGS #MONDIALDELABIÈRERIO E #MONDIALDELABIÈRERIOEUVOU E COMPARTILHE SEU AMOR POR CERVEJAS ARTESANAIS.

Informações, Dúvidas e SAC:
+55 21 2441-9100
Atendimento: 9h às 19h
Endereço:
Av. Salvador Allende, 6.555
Barra da Tijuca – 22783-127